Colecao Literatura – Ishtar

Descida de Ishtar ao Mundo dos Mortos

Conservado em duas tabuletas de argila, escritas em cuneiforme, o poema acádio conhecido como “Descida de Ishtar ao Mundo dos Mortos” pertencia à biblioteca do rei assírio Assurbanípal (685-627 a.C.). O poema narra como a deusa Ishtar, cuja esfera de poder é a da sexualidade, decide descer à “terra sem retorno” onde os mortos se encontram confinados, de lá voltando triunfante. A trama inclui o confronto com sua irmã Eréshkigal, rainha do mundo subterrâneo, e a vitória final de Ishtar que marca a separação entre os vivos e os mortos, entre corpo e alma.

 

Este Curso Inclui as Seguintes Aulas:

  1. O SIGNIFICADO DE KURNUGU
  2. A DIFERENÇA ENTRE OS VIVOS E OS MORTOS
  3. ISHTAR E ASÚSHU-NÁMIR

Instructor

Tradutor, doutor em Letras Clássicas pela USP e professor titular da UFMG, instituição na qual já foi diretor da Faculdade de Letras e vice-reitor. Atuou como professor visitante na Universidade de Aveiro (Portugal) e na Universidad Nacional del Sur (Argentina), bem como “directeur d'études invité” na École des Hautes Études en Sciences Sociales (França). É sócio-fundador da Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos.

Descida de Ishtar ao Mundo dos Mortos

Assine agora e tenha

- Acesso ilimitado a este e muitos outros cursos e conteúdos da Casa do Saber

- Novos cursos toda semana

- Assista na sua TV (Chromecast ou Air Play)

- Rede social exclusiva

E muito mais!